Welcome, Guest. Please login or register.

Author Topic: DATELINE vai ao ar no BRASIL domingo!  (Read 7443 times)

0 Members and 1 Guest are viewing this topic.

Offline LauraA

  • Full Member
  • ***
  • Posts: 27
Re: DATELINE vai ao ar no BRASIL domingo!
« Reply #45 on: January 22, 2010, 10:44:03 AM »
Realmente, a estória é bem triste...Para todos.

Offline Grace

  • Global Moderator
  • Veteran Member
  • *
  • Posts: 1981
Re: DATELINE vai ao ar no BRASIL domingo!
« Reply #46 on: January 22, 2010, 03:08:54 PM »
Ana Cristina, obrigada pela sua longa explicação, foi na mosca. A da Juli também.
 
Laura, alienação parental é um crime contra uma criança. Esta familia não "lutou" para ficar com o Sean, eles tentaram corromper pessoas e subverter o processo judicial além de espalhar mentiras e tentar difamar o caráter do David. Não houve decência nenhuma em seus atos. Eles sabiam muito bem que o direito de criar o filho era do pai!
 
Quanto à lorota que o David não quis ver o filho, já foi mais que provado que foi mais uma das inverdades espalhadas pela familia brasileira para continuarem seus desmandos.
Não só o David tentou ir ao Brasil várias vezes para ver o filho (além de ligar e mandar presentes), ele gastou um dinheirão em advogados para conseguir legalmente o que era de seu direito.
 
ProudDaddy, a avó e o avô (porque a este ponto o JP nem padrasto mais é) vão ter que "earn" o direito de ver o neto (nos EUA), ou seja, vão ter que provar que não mais vão jogar o filho contra o pai. Se realmente amam o neto, é isto que farão.

Offline Motherof2

  • Full Member
  • ***
  • Posts: 152
Re: DATELINE vai ao ar no BRASIL domingo!
« Reply #47 on: January 22, 2010, 04:27:18 PM »
Acho q nao existe nenhum ser humano nem aqui nem no Brasil q acredita nesta conversa q David tinha abandonado o filho. Ate esta familia louca dos Bianchis e Lins e Silva sabem da verdade e como ladroes eles tentaram roubar a crianca e foram flagados no roubo.
Todos eles precisam de um serio tratamento mental antes q possam se comunicar com Sean.

Offline LauraA

  • Full Member
  • ***
  • Posts: 27
Re: DATELINE vai ao ar no BRASIL domingo!
« Reply #48 on: January 22, 2010, 04:39:51 PM »
Obrigada Ana/Grace, sua explicação foi ótima e me senti bem mais tranquila em relação ao Sean nos USA. Está angustiada só de pensar na readaptação dele, mas como vc disse, ele nasceu lá, tem raizes naquele lugar.
 
Mas ainda acho que seria bom para ele manter o contato com os parentes do Brasil. Tomara que eles se conscientizem do mal que fizeram e tentem entrar em um período de paz (e tomara que o David aceite isso também)

Offline Motherof2

  • Full Member
  • ***
  • Posts: 152
Re: DATELINE vai ao ar no BRASIL domingo!
« Reply #49 on: January 22, 2010, 11:00:33 PM »
Quote from: Ana Cristina Costa;66435
Laura minha querida, infelizmente três especialistas brasileiros avaliaram Sean por ordem de um juiz e chegaram à conclusão (cada um em separado, sem a influência do outro) que a família brasileira fazia lavagem cerebral sim. Chegaram a atestar em documento que cada dia que Sean ficava com eles mais chances teria de ser rompido o laço de amor que ele tinha com o pai. Diziam para o menino coisas como "seu pai não te ama, por isso nunca veio te ver", "seu pai te abandonou"e  por aí vai. Essas três avaliações por especialistas, constam no processo. Está lá, escrito preto no branco.

Só deixaram o Sean falar com o David no telefone em 2004 quando David e Bruna ainda estavam tentando acertar as "arestas". A partir do momento que a guerra foi declarada por ela, ele não conseguiu mais falar com o filho.

O David esteve no Rio 9 vezes entre 2005 e outubro de 2008. Ele esteve aqui em todas as audiências na esperança de que sua presença acelerasse o processo e demonstrasse o quanto ele queria que seu filho voltasse para casa. Todas as vezes David TENTOU falar com a Silvana e com o Raimundo (pai da Bruna) mas eles não atendiam suas ligações. Todas as 9 vezes em que ele veio ao Rio entre 2005 e 2008, ele tentou ver Sean mas a família brasileira o impediu.
Como prova ele tem os carimbos no passaporte (com as datas de entrada e saída do Brasil) e gravações telefônicas onde tenta falar com a casa dos Bianchi. Simplesmente batiam o telefone na cara dele assim que reconheciam sua voz.

Foi só com uma ordem judicial que David conseguiu finalmente ver Sean em fevereiro de 2009. Em outubro de 2008 um juíz concedeu ao David o direito de ver Sean mas João Paulo Lins e Silva na maior cara de pau fugiu com o menino na véspera da data agendada pelo juíz. Em qualquer país sério esse advogado inescrupuloso teria sido preso por desacato mas no Brasil a família Lins e Silva faz o que bem entende.

Foram preciso muitos outros processos e mais 4 MESES para que David conseguisse uma nova ordem judicial obrigando a família brasileira a DEIXAR que ele se encontrasse com o filho.

Em momento algum David deixou de procurar por Sean, e o amor do menino pelo pai era tão grande que mesmo sofrendo lavagem cerebral, ele sabia lá no fundo, que seu pai o amava e que não o procurava por algum motivo forte. Após o encontro dos dois em fevereiro de 2009, a família brasileira passou a fazer mais pressão ainda no menino.

Quando David conseguiu outra ordem judicial para ver o filho (só mesmo com ordens de um juíz porque Silvana se recusava a permitir o encontro de pai e filho), em Junho de 2009, Sean estava visivelmente abalado. E durante o encontro dos dois, chegaram a chamar Sean para subir ao apartamento e quando ele desceu estava ainda mais retraído.

A família brasileira fez de tudo para colocar o menino contra o pai. E aí é que foi o problema. Porque uma criança, especialmente uma criança inteligente como o Sean, percebe quando alguma coisa está errada...  

Por que sua avó insistia em dizer que seu pai não o amava?  Como assim?  Seu pai o amava muito, era seu melhor amigo!

O que a família brasileira fazia, ao pressioná-lo para esquecer o pai, para odiar o pai, ao invés de fazê-lo apagar as lembranças dos seus primeiros 4 anos, só o fizeram se agarrar à elas com mais força ainda!  Aquele pai que Sean tanto amava, que Sean tanto sentia a falta, vivia forte em seus sonhos, em suas lembranças, e avó Silvana tentando convencê-lo do contrário só fez com que Sean se agarrasse ainda mais às lembranças dos momentos felizes que passou com o pai. Sean passou 4 anos e meio recordando o pai carinhoso e amigo que tinha, e lutou bravamente contra a lavagem cerebral que tentaram fazer.

Com a alienação parental a que sujeitaram o menino, Sean passou a se sentir infeliz por não ter o pai ao seu lado, e aos poucos, de uma criança forte e segura, foi se tornando uma criança carente. Uma criança carente aceita amor de qualquer pessoa. Porque crianças precisam saber que são amadas. Sean se apegou à avó por carência e mais adiante veio a se apoiar também em João Paulo. Mas ninguém substituía o amor de seu pai, ninguém o fazia se sentir seguro e amado como ele se sentia nos braços do pai.

Longe do pai que tanto o amava, longe de sua casa, do bichinho de estimação, do seu quarto, da sua caminha, longe de tudo que ele conhecia, tudo que o fazia sentir seguro e feliz, Sean foi tentando se adptar à nova vida em um país que não conhecia, em meio a pessoas que não lhe eram muito familiar. Só tinha a mãe, o pai adorado, o amigo inseparável, havia sumido...

Se sentindo confuso, Sean seguiu relutando em aceitar a "verdade" que lhe era imposta. E em meio às informações desconexas que recebia da família brasileira, o menino relembrava e revia em sua mente os muitos momentos felizes que viveu com o pai. Foram essas lembraças do quanto era amado, do quanto se sentia seguro, do quanto era feliz, que fizeram com que a lavagem cerebral não surtisse efeito.

E assim passaram-se os anos. Em agosto de 2008 Bruna morreu. Sean queria desesperadamente ser amado, agora mais do que nunca, depois que seu pai "o abadonou" e sua mãe falecera. Com muito medo de ser deixado de lado, principalmente após o nascimento da irmã, Sean fazia de tudo para agradar à família brasileira.

Em foi em meio à esse turbilhão de emoções que ele pode finalmente rever o pai. Após longos 4 anos e meio de incertezas, Sean pode mais uma vez correr e se jogar nos braços do pai e imediatamente sentir que ele nunca deixara de amá-lo. A conexão que pai e filho tinham (que por sinal sempre fora mais forte do que a que tinha com a  mãe, motivo pelo qual Bruna até admitira ciúmes) estava intacta, apesar de tudo...

Claro que Sean gosta da avó e até do João Paulo. Afinal foram as pessoas que ele conheceu e conviveu nos últimos anos. Mas ele sabe que essas mesmas pessoas tentaram colocá-lo contra o pai e isso com certeza pesa muito na sua cabecinha. Como hoje em dia ele é uma criança carente e insegura, por causa do que a Bruna e sua família fizeram com ele, Sean vai continuar desejando ter contato com eles, porque pensa que é pouco amado, e não vai querer perder o "amor" de quem esteve com ele nos últimos tempos.

Que a avó gosta dele é óbvio mas isso não apaga o crime que essa mulher ajudou a filha a cometer. O dia que Sean entender tudo que aconteceu sentirá muita raiva da Silvana e da prórpia mãe, infelizmente.

Tenho certeza que David deixará que Sean mantenha contato com a família do Brasil, mas por um bom tempo acho que seria imprudente permitir que se encontrem pessoalmente. E obviamente não seria seguro deixar que estejam à sos com Sean pois provavelmente lhe causariam muito dano psicológico com cenas dramáticas e uso de chantagem emocional.

No lugar do David eu jamais permitiria que ficassem sozinhos com  Sean pois eu teria até medo de que o sequestrassem de novo.

Offline Motherof2

  • Full Member
  • ***
  • Posts: 152
Re: DATELINE vai ao ar no BRASIL domingo!
« Reply #50 on: January 22, 2010, 11:06:18 PM »
Ana Cristina, maravilhoso a maneira em q vc explica os acontecimentos e sofrimento passado por Sean e o quanto mal esta familia fez a esta crianca. Tao bem escrito q estou passando p todos q conheco no Brazil.
A verdade precisa ser assim devulgada para evitar q outra crianca sofra como o Sean sofreu. Parabens!

Offline eliza

  • Jr. Member
  • **
  • Posts: 10
Re: DATELINE vai ao ar no BRASIL domingo!
« Reply #51 on: January 23, 2010, 07:41:21 AM »
Ana,seu texto foi perfeito ! E sou "obrigada" a concordar com o que disse a Juli.
Sinceramente acho que não dá para confiar nessa familia,aliás estou estranhando muito esse "silêncio" deles...Sôbre o Sean eu tenho uma opinião,não sei se correta ou não.Tenho 2 filhos já adultos,quando eles tinham mais ou menos a idade do Sean,eles eram muito mais espertos do que eu na mesma idade.Acho que Sean deve ser mais esperto ainda do que foram meus filhos.Hoje tem celular e computador.Não sei como era
na casa da familia e como agiram com Sean.O que acho é que a partir do dia que Sean e David se reencontraram,ele provavelmente procurou saber o que realmente estava acontecendo.Se não conseguiu respostas em casa ,ele deve procurado respostas através de algum amiguinho da escola,ou mesmo do condomínio onde ele vivia.
Quando David conseguiu te-lo de volta em definitivo acredito que Sean já sabia de toda história.E também acho que ele demorou um pouquinho para chamar David de papai porque estava envergonhado,timido.

Offline Ana Cristina Costa

  • Full Member
  • ***
  • Posts: 94
Re: DATELINE vai ao ar no BRASIL domingo!
« Reply #52 on: January 23, 2010, 08:53:51 AM »
Motherof2 e eliza, obrigada por terem lido meu 'desabafo'.
Sei que "falo" demais e chego a cansar o ouvinte, mas o absurdo que Bruna e cia fizeram com Sean e David é de cortar o mais duro coração e é muito difícil ficar calada.
David, you are a true inspiration to all of us! :clapping:
I know Sean will be the happiest son ever because
he has the best father any child could wish for ;)
God bless you for never giving up!



Offline Ana Cristina Costa

  • Full Member
  • ***
  • Posts: 94
Re: DATELINE vai ao ar no BRASIL domingo!
« Reply #53 on: January 23, 2010, 09:29:49 AM »
Eliza, eu também tenho a impressão de que conseguiram manter o Sean longe da verdade por 4 anos e meio mas depois que ele pode estar com o pai, dalí em diante eu acho que ele desrespeitou todas as ordens que recebeu da família brasileira e correu atrás de informação. Imagina, bastaria ele digitar o próprio nome na internet que teria matérias para ler e dezenas de vídeos para ver à respeito. O computador dele em casa devia estar todo bloqueado para impede-lo de acessar certos sites. E se bobear sempre tinha alguém ao lado dele quando Sean estava no computador. Mas tanto na escola Americana (aqui do Rio) quando na escola Parque onde ele estudava deve tem computador para os alunos, sem falar na casa dos amigos ou até mesmo algum cyber café. Na zona sul do Rio tem muitos cyber cafés. Vai ver que até onde ele morava tem um cyber café, muitos condomínio chiques do Rio tem. Eu tenho para mim que Sean teve sim acesso à informação do que estava acontecendo, e por isso ficou tão tranquilo e feliz de ser "resgatado" por seu pai e levado de volta para casa.

Também penso como você, que Sean demorou alguns dias para voltar a chamar David de pai por estar envergonhado e tímido. Ele sabia que todos os olhos estavam voltados para ele. Ele sabia da espectativa do David, ele devia estar louco para se abrir mas com muito medo.

Reparei nos vídeos que tivemos acesso através da NBC que o David não estava até então sendo super carinhoso como ele costuma ser, evitando abraçar e beijar Sean como ele gostaria de fazer. A gente vê que ele aproveita as oportunidades para fazer carinho em Sean (durante a partida de futball ele o agarra e o abraça), diante da lareira David acaricia as costas do filho... David está dando um passo de cada vez, não quer assustar o filho, ele sabe que Sean foi "programado" para não ser afetuoso com ele, e David respeita essa barreira que a família brasileira criou.

Mas é interessante ver como Sean dá claros sinais físicos de que QUER que o pai volte a abraçá-lo. No video na loja de Donuts quando David segura o casaco de Sean para ele vestir, Sean SE JOGA em cima do pai. Em um passeio quando estão posando para uma foto, David se ajoelha na frente do grupo e imediatamente Sean coloca sua mão no ombro do pai.

Sean anseia por ser a abraçado com "maximum force", anseia por saber o quanto o pai o ama e moveria montanhas para tê-lo de volta mas parece não ter coragem de pedir  atenção como o fizera no reencontro no Rio. Foram tantas as semanas que a família brasileira passou falando para ele que ele não podia ser carinhoso com o pai, que Sean ainda tem receio de se soltar e voltar a ser o Sean carinhoso que ele é.

Acho que Sean até se sente envergonhado por ter algum dia ACREDITADO nas mentiras da avó e por ter falado contra o pai naquela abusrda  entrevista com a psicóloga contratada pelos Lins e Silva. E talvez por uma questão de "lealdade" à família brasileira, Sean tenha receio de demonstrar o enorme amor que sente pelo pai, e ser reprimido por eles. Mesmo sabendo que Silvana não pode vê-los, no fundo ele deve se sentir traindo a família brasileira.

Mas graças a Deus o tempo o libertará e pai e filho poderão voltar a ser best buddies
;)

Quote from: eliza;66520
...Sôbre o Sean eu tenho uma opinião,não sei se correta ou não.Tenho 2 filhos já adultos,quando eles tinham mais ou menos a idade do Sean,eles eram muito mais espertos do que eu na mesma idade.Acho que Sean deve ser mais esperto ainda do que foram meus filhos. Hoje tem celular e computador.Não sei como era na casa da familia e como agiram com Sean.O que acho é que a partir do dia que Sean e David se reencontraram,ele provavelmente procurou saber o que realmente estava acontecendo.Se não conseguiu respostas em casa ,ele deve procurado respostas através de algum amiguinho da escola,ou mesmo do condomínio onde ele vivia.

Quando David conseguiu te-lo de volta em definitivo acredito que Sean já sabia de toda história.E também acho que ele demorou um pouquinho para chamar David de papai porque estava envergonhado,timido.
David, you are a true inspiration to all of us! :clapping:
I know Sean will be the happiest son ever because
he has the best father any child could wish for ;)
God bless you for never giving up!



Offline Belleizel

  • Sr. Member
  • ****
  • Posts: 266
  • Beautiful place...
Re: DATELINE vai ao ar no BRASIL domingo!
« Reply #54 on: January 23, 2010, 01:22:15 PM »
Quote from: JuliRosi;66250
A pessoa que escreveu isso realmente é uma besta. O programa ficou ótimo e se cortassem, na minha opinião, as matérias da Globo do documentário, perderia um pouco do nexo, pois foi essa emissora que fez as tais famosas entrevistas defendendo o lado da família materna do Sean. Adorei o programa da Record, o programa foi ótimo e a maneira como o reporte da Record conduziu o programa foi brilhante, mostrando imagens do local junto com o documentário foi uma idéia genial!

Concordo com a Juli, mas voces tem que compreender, que o estilo do jornal e diferente. Eles tem que encaixar junto com outras reportagens.
O reporter foi brilhante, amei tudo.
Mostraram, a realidade dos fatos, e o quanto David ama sean.:yeahthat::yeahthat::yeahthat:

Offline Belleizel

  • Sr. Member
  • ****
  • Posts: 266
  • Beautiful place...
Re: DATELINE vai ao ar no BRASIL domingo!
« Reply #55 on: January 23, 2010, 01:27:50 PM »
Quote from: Ana Cristina Costa;66427
Laura o Sean não terá que se adaptar a novos costumes, instintivamente, geneticamente, ele relembra como era viver em NJ. É um processo instintivo, primitivo. Sean nasceu em NJ, e até os 4 anos de idade só conheceu NJ.
 
Viver no Rio de Janeiro é que FOI uma adaptação!
 
Voltar a NJ é natural para ele pois o lugar onde nascemos e vivemos até os 4 anos de idade fica para sempre dentro da pessoa. NUNCA vão tirar de Sean o fato dele ter nascido e vivido os primeiros 4 anos da vida dele em NJ.
 
Sean reconheceu muitas coisas assim que entrou na casa onde viveu sua primeira infância, se ele foi capaz de espontaneamente, de cara, reconhecer detalhes como as marcas dos dentinhos no corrimão da escada, vc pode ter a certeza que todas as vezes que olha para o pai, ele relembra muitos e muitos momentos felizes que teve em seus braços.
 
Eu estou segura que Sean se sente em CASA!


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxx
 
Concordo com vc, achei ridiculo a insinuação de que aquela foto que pai e filho tiraram no avião teria sido montagem, da pra ver o grau de crueldade e manipulação que esta gente tem!
Pai e filho estão finalmente juntos, esperamos que as outras crianças que estão sendo retidas ilegalmente tenham a mesma justiça!:yeahthat:

Offline Belleizel

  • Sr. Member
  • ****
  • Posts: 266
  • Beautiful place...
Re: DATELINE vai ao ar no BRASIL domingo!
« Reply #56 on: January 23, 2010, 01:32:50 PM »
Quote from: Ana Cristina Costa;66526
Eliza, eu também tenho a impressão de que conseguiram manter o Sean longe da verdade por 4 anos e meio mas depois que ele pode estar com o pai, dalí em diante eu acho que ele desrespeitou todas as ordens que recebeu da família brasileira e correu atrás de informação. Imagina, bastaria ele digitar o próprio nome na internet que teria matérias para ler e dezenas de vídeos para ver à respeito. O computador dele em casa devia estar todo bloqueado para impede-lo de acessar certos sites. E se bobear sempre tinha alguém ao lado dele quando Sean estava no computador. Mas tanto na escola Americana (aqui do Rio) quando na escola Parque onde ele estudava deve tem computador para os alunos, sem falar na casa dos amigos ou até mesmo algum cyber café. Na zona sul do Rio tem muitos cyber cafés. Vai ver que até onde ele morava tem um cyber café, muitos condomínio chiques do Rio tem. Eu tenho para mim que Sean teve sim acesso à informação do que estava acontecendo, e por isso ficou tão tranquilo e feliz de ser "resgatado" por seu pai e levado de volta para casa.
 
Também penso como você, que Sean demorou alguns dias para voltar a chamar David de pai por estar envergonhado e tímido. Ele sabia que todos os olhos estavam voltados para ele. Ele sabia da espectativa do David, ele devia estar louco para se abrir mas com muito medo.
 
Reparei nos vídeos que tivemos acesso através da NBC que o David não estava até então sendo super carinhoso como ele costuma ser, evitando abraçar e beijar Sean como ele gostaria de fazer. A gente vê que ele aproveita as oportunidades para fazer carinho em Sean (durante a partida de futball ele o agarra e o abraça), diante da lareira David acaricia as costas do filho... David está dando um passo de cada vez, não quer assustar o filho, ele sabe que Sean foi "programado" para não ser afetuoso com ele, e David respeita essa barreira que a família brasileira criou.
 
Mas é interessante ver como Sean dá claros sinais físicos de que QUER que o pai volte a abraçá-lo. No video na loja de Donuts quando David segura o casaco de Sean para ele vestir, Sean SE JOGA em cima do pai. Em um passeio quando estão posando para uma foto, David se ajoelha na frente do grupo e imediatamente Sean coloca sua mão no ombro do pai.
 
Sean anseia por ser a abraçado com "maximum force", anseia por saber o quanto o pai o ama e moveria montanhas para tê-lo de volta mas parece não ter coragem de pedir atenção como o fizera no reencontro no Rio. Foram tantas as semanas que a família brasileira passou falando para ele que ele não podia ser carinhoso com o pai, que Sean ainda tem receio de se soltar e voltar a ser o Sean carinhoso que ele é.
 
Acho que Sean até se sente envergonhado por ter algum dia ACREDITADO nas mentiras da avó e por ter falado contra o pai naquela abusrda entrevista com a psicóloga contratada pelos Lins e Silva. E talvez por uma questão de "lealdade" à família brasileira, Sean tenha receio de demonstrar o enorme amor que sente pelo pai, e ser reprimido por eles. Mesmo sabendo que Silvana não pode vê-los, no fundo ele deve se sentir traindo a família brasileira.
 
Mas graças a Deus o tempo o libertará e pai e filho poderão voltar a ser best buddies ;)

 
No blog Brasil com z, tem uma materia onde destaca a entrevista, de como as crianças alienadas se sentem. No começo timidas em demonstrar afeto, mais depois se voltam contra os alienadores.
Penso, que ele deve no intimo, ter agradecido, por finalmente ter a liberdade conquistada. O quanto e terrivel, uma criança ser impedida, de demonstrar o amor por seu pai! E um ato tão desumano!