Welcome, Guest. Please login or register.

Author Topic: O filho é dele, mas o dono sou eu!!! ?  (Read 843 times)

0 Members and 1 Guest are viewing this topic.

Offline Belleizel

  • Sr. Member
  • ****
  • Posts: 266
  • Beautiful place...
O filho é dele, mas o dono sou eu!!! ?
« on: April 02, 2009, 06:01:21 PM »
O filho é dele, mas o dono sou eu!!! ?Parece irreal, é surrealista!


 O filho é dele mas o dono sou eu
Se ouvíssemos essa frase vinda de um índio de alguma tribo silvícola, quem sabe de algum desses países de cultura tão estranha a nossa em que as leis seguem critérios tão curiosos quanto insólitos, não pareceria impossível de ser dita por alguém que não tenha tido acesso a cultura ou educação mínima adequada, mas pasmem vem de uma pessoa que não somente tem formação didática e jurídica sobre o tema mas que escolheu pautar sua vida profissional em luta contra essa monstruosidade.
Tento, e não consigo graças a Deus, imaginar o que passa na cabeça daquele que é pai mas não pode ser o "dono", não sei se eu como pai resistiria, me fluem instintos animais que preferiria não saber existirem dentro de mim, confesso que a primeira coisa que me passa pela cabeça é mandar o padastro ir ter uma conversa ao pé do ouvido com o coisa ruim, com passagem só de ida. Eu não conheço o Sr. paulo lins & silva mas quando ouço seus “argumentos”me dá ansia de vomito. Também não conheço o Sr. Goldman, mas me parece que deva ter recebido transfusão do sangue de algumas baratas em alguma parte de sua vida, só isso para explicar tanta paciência com as piadas que a justiça brasileira lhe conta a cada decisão. Só uma força sobrenatural para entender ser tão achincalhado pelo algoz de seu filho!
Fico imaginando como no mundo atual se possa aceitar a tentativa judicial de tentar tomar o filho amado de outra pessoa, só o ensaio já deveria ser um escarnio prontamente rejeitado pelo judiciário, mas eureca, não só aceitaram como deram ganho de causa ao meliante, não que a justiça brasileira seja conhecida por ser justa, mas perecia que existiam alguns limites em seus atos, não existem mais, é a Sodoma e Gomorra institucionalizada.O que a justiça brasileira vem fazendo, com o apoio de setores da sociedade e do vergonhoso senado é dar um papel de propriedade sobre uma criança para esse Sr. lins & silva, algo que parecia ter desaparecido com a abolição da escravatura, a justiça acaba de abolir o exame de DNA e aceitar o extrato bancário como determinante de paternidade, nem Maquiavel em dia inspirado teria atrevimento de escrever tal comédia.

É isso? Não, não é só isso, existem defensores, porque um manicômio não seria completo sem os loucos. As teses? As mais diversas - o bom colégio, - o sobrenome lins & silva e a mais estúpida - o tempo que o menino está em "poder" do padastro, em que a justiça os defensores se apóiam? Imagino que paternidade com data vencida, quem sabe uso capião, talvez direito adquirido! Nada pegava, então inventaram o termo: Convivência Sócio Afetiva!!! Maravilhoso termo!!!! Juizes, senadores e toda casta de socialites se rendem a ele, até eu pensei em pegar aquele carrão da minha vizinha e "conviver" com ele na garagem por algum tempo, mas pensei que poderia não dar certo, um carro é um bem muito valioso, não é como um moleque qualquer. Você já imaginou que se pegar um simples urso de pelúcia e esconder em seu quarto um juiz pode lhe prender e você terá que inegavelmente devolve-lo , mas você pode se apropriar do filho de outra pessoa com consentimento da justiça se o seu sobrenome tiver algum peso monetário?

by alfredo aguiar. estes e um entre muitos depoimentos que demonstram a indignação de pessoas que apoiam a verdade.